maio 04, 2009

Concurso Cultural - Amor aos Pedaços.

Como Participar.

Pode participar da promoção qualquer pessoa, residente em território nacional, que esteja devidamente inscrita nos termos do presente regulamento. Crianças de 2 a 12 anos podem participar se representadas por um responsável legal.

O participante deve acessar o site da AMOR AOS PEDAÇOS - www.amoraospedacos.com.br -, fazer o cadastro e elaborar um texto, de até 20 linhas, contando uma história que tenha acontecido com ele e da qual o chocolate fez parte.

Cada participante poderá enviar apenas uma história.

Prêmios.

O primeiro colocado em cada categoria do concurso cultural ganhará uma cesta com a linha completa de chocolates da AMOR AOS PEDAÇOS.

Até.

12 de Junho de 2009.

Clique aqui e participe.


Consulte o regulamento para saber mais detalhes sobre a promoção.

Boa Sorte.

Promoção Encerrada.
Resultado.

Renata Leão Balistieri
Cidade: São Paulo
Categoria: Romance

O chocolate é mágico e sedutor! Em um momento de muita dor de amor é nele que me consolo. Certa vez isso me inspirou... Resolvi abusar do seu poder na reconciliação com o amor da minha vida.
Fazia frio! Forrei todo meu carro com bombons dos mais variados sabores! Dentro e fora. O transformei em um carro de chocolate... Acho que assisti muitas vezes "Fábrica de Chocolate"
Fiz uma poesia de chocolate e parei na porta da casa dele com uma música romântica e li a poesia para ele:
"Essa foi a melhor maneira que encontrei para dizer o quanto te amo. O quanto você é mágico e sedutor. O quanto preciso de você na minha vida. De mostrar que se fosse preciso te daria o mundo... Um mundo que derrete nos lábios, que derrete com o toque, com as palavras. Um mundo inteirinho de chocolate. Pode ser meio amargo, que ainda assim é doce. Pode ser encrementado, fazendo mágico seu abraço. Pode ser recheado, como nossas vidas que se juntam nos pedaços. Pode ser puro, como o amor que tenho por você. Branco ou preto, porque com você é tudo colorido.
Vem dividir comigo esses bombons que estão recheados pela energia do meu amor por você!

E, graças ao chocolate, deu certo!

Marcia da Silva Bezerra
Cidade: Rio de Janeiro
Categoria: Aventura

Certo dia, ao sair para comprar pão de manhã cedo, fui comendo uma barra de chocolate no caminho.
Ao sair da padaria, avistei em um banco da praça um jovem que parecia estar dormindo, mas assim que eu passei por perto ele me disse:
Voce é da cor do chocolate que está comendo e tem um cheiro suave de um cacau colhido na hora, e este chocolate tem recheio de flocos.
Me assustei com aquela declaração, fiquei a procurar outra pessoa, mas só tinha eu por ali...não aguentei a curiosidade , e lhe perguntei: Voce por um acaso está falando comigo? E ele sem se virar me disse: Claro. E eu perguntei, mas como voce sabe que eu sou da cor de chocolate e tenho cheiro de cacau se voce nem olhou pra mim? e ele me disse: Não preciso olhar pra voce, pra ver isso. De repentem ele se virou , e então eu percebi que ele era cego ! Ai ,meu Deus , que vergonha! Ele parecia ler meus pensamentos, dizendo: Não fique envergonhada, os deficientes visuais aprendem a ter os outros sentidos mais apurados , já que não conseguem enxergar, e além disso tem outra coisa : quando era pequeno , meu pai trabalhava em uma fábrica de chocolates e eu ia muito lá "ver" o seu trabalho, as vezes ia quase todos os dias, e ele me contava a história do cacau, do chocolate e eu me acostumei com os aromas e odores daquele lugar, posso sentir de longe o cheirinho de um bom chocolate. Bom, deste encontro nasceu uma amizade, e agradeci a Deus por te feito com que eu entendesse que nem sempre tudo o que vemos é o que enxergamos, mas podemos enxergar coisas que nunca podemos ver em sua simplicidade.

Fernando Venancio
Cidade: Rio de Janeiro
Categoria: Humor

Cheguei atrasado na reunião da empresa, o patrão estava no palco prestes a começar a palestra.
Me sentei, o calor estava tão terrível que eu não conseguia prestar atenção no que ele dizia....Tão distraído estava, que me fixei no cabelo da senhora na minha frente, imaginando se era ou não uma peruca. De repente, ouvi meu nome, aplausos e gritos. Imediatamente me levantei, e surpreso percebi que era uma homenagem. Porém , assim que me levantei, ouvi sussurros e muitas gargalhadas..olhei para trás enquanto subia no palco e passei a mão no bolso traseiro, e descobri o motivo das risadas!
Todos imaginaram que o nervosismo havia causado um estrago, mas na verdade era um chocolate que estava no meu bolso e havia derretido com o calor e eu ainda havia sentado em cima!
Para dar continuidade à brincadeira, peguei o microfone e com olhar de satisfação eu lhes disse:
-Suamos por essa empresa, damos duro, e fazemos até o trabalho sujo...
Tirei a embalagem de chocolate do bolso e completei:
-Nunca se deixem enganar pelas aparências, essa empresa precisa de gente de visão!
Fui aplaudido de pé!!